VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES TEM DIAS CONTADOS

VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES TEM DIAS CONTADOS

Por Elísio João

Com objectivo de acelerar a prevenção e resposta a violência sexual baseada no género e as uniões prematuras de raparigas e adolescentes em Moçambique, foi lançada ontem (05/11) uma nova iniciativa denominada Spotlight.

A Iniciativa está a ser implementada em 10 distritos piloto nas províncias de Nampula, Gaza e Manica, podendo abranger mais de 6 milhões de pessoas durante 4 anos.

Na província de Nampula serão abrangidos os distritos de Moma, Angoche e o de Nampula.

O Programa tem  financiamento da União Europeia com cerca de 30 milhões de dólares ao longo dos 4 anos, tendo iniciado as suas actividades nos princípios deste ano.

A iniciativa  Spotlight foi lançada para promover  acções a nível local, regional e global, para combater e eliminar a violência contra mulheres e Meninas.

A Chefe de Cooperação da Delegação da União Europeia em Moçambique, Isabel Faria de Almeida, disse no acto do lançamento da iniciativa que será necessário o envolvimento de todos, difundindo mensagens contra a violência de raparigas e mulheres.

Entretanto, a ONU, através do representante da Coordenadora Residente, considera que “a iniciativa vai contribuir para um moçambique onde as mulheres e raparigas estejam livres de todas as formas de violência”.

Isso acontece numa altura em que a Sociedade Civil faz um grito de socorro e pede a colaboração de todos na luta contra a violência.

O Governador de Nampula, Victor Borges que efectuou ao lançamento da iniciativa Spotlight, acredita que na junção de outos programas em curso no país, poderão haver mais mudanças na componente de violência contra raparigas e mulheres.

A violência contra  mulheres e raparigas é uma das maiores e mais comuns violações dos direitos humanos no mundo.

Esta realidade representa uma barreira para a igualdade, para a capacitação das mulheres, para o desenvolvimento, e, por isso, um enorme impedimento ao alcance dos objectivos de desenvolvimento sustentável.

A iniciativa coloca o tema da violência no centro dos esforços  globais pela igualdade de género e o empoderamento das mulheres.

Globalmente, mais de mil milhões de vidas são afectadas pela violência, estimando-se que 35 porcento das mulheres sejam vítimas de violência ao longo da vida.

Nalguns países, este numero é superior a 70 Porcento. Mais de 700 milhões de mulheres foram obrigadas a casar-se antes dos 18 anos, destas, cerca de 250 milhões antes dos 15 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *