A VELHICE NÃO É PARA TODOS

A VELHICE NÃO É PARA TODOS

Por Kant de Voronha

Se outrora a velhice era apreciada e desejada a todo vapor, nos dias que correm, a velhice é odiada e mal esperada. Porém, todas pessoas querem viver longos anos de vida. E se possível, gostariam de viver para sempre, sem nunca morrer.

Ora, viver longamente implica crescer. E à medida que o corpo humano cresce atinge a idade adulta e a velhice não tolera a ninguém. Daí surgem as rugas (manyete), nasce o cabelo branco, o corpo empalidece-se, nalguns casos caem os dentes começando pela frente e ficando apenas a gengiva; noutros casos a boca fica afunilada e no fim de tudo as forças reduzem. O entusiasmo pela vida minimiza-se. Única coisa que falta é preparar a alma para habitar no céu entre os anjos de Deus.

Mas quanta gente está preparada para envelhecer? E porque se odeia a velhice? Porque se deseja eternidade sem velhice?

Actualmente, os velhos perderam sua centralidade. Antigamente recorria-se a eles para aprender como viver com os outros; recorria-se a eles para conhecer o passado. É a eles que se bebia o sentido original dos valores culturais. Mas os velhos de hoje em dia, na sua maioria, não são valorizados. São esquecidos, marginalizados, espancados como feiticeiros, abandonados a sua sorte, colocados em casas de cuidados aos idosos mesmo tendo familiares, maltratados pelos filhos e netos, etc.

Por isso, diante deste cenário desolador, algumas pessoas não querem envelhecer. Querem viver jovens. Até se chamam de jovens antigos ou mal usados. Pintam o cabelo para não ficar branco; maticam os pós cosméticos para apagar as rugas; usam roupas indecentes para assemelhar-se aos jovens actuais; a sua linguagem é superficial como os jovens, etc. Portanto, têm idade avançada embora vivam como adolescentes do século XXI.

Precisamos de resgatar os valores da velhice como bibliotecas móveis. E se os jovens de hoje não aprenderem a cultura, corremos o grave risco de termos velhos sem estórias a contar para seus netos. Eis por que algumas pessoas não sabem nem a origem da sua tribo, nem o nome dos seus antepassados fundadores. Aliás, no futuro não haverá velhos porque os jovens morrem muito cedo. E mais não disse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *