A VIDA HUMANA DEVE SER PRIORIDADE PARA O GOVERNO MOÇAMBICANO

A VIDA HUMANA DEVE SER PRIORIDADE PARA O GOVERNO MOÇAMBICANO

Por: Gelácio Rapieque

O académico Júnior Rafael apela ao governo moçambicano a privilegiar a vida e a saúde do seu povo na tomada de decisões.

Júnior Rafael fez este apelo quando reagia a possível reabertura das escolas em Moçambique, numa altura em que os números da COVID-19, doença que obrigou o encerramento das instituições escolares, continuam a aumentar no país.

Segundo o académico tendo em conta o estado em que se encontram grande parte das escolas no país, ainda não há condições para reabri-las.

A falta de condições de higiene e para higienização, falta de sanitários e condições precárias das próprias escolas são algumas razões que levam o nosso entrevistado a afirmar que caso as aulas regressem, as escolas serão centros de transmissão e contaminação da doença, o que poderá colocar a situação do país mais complicada.

Por isso, Júnior Rafael quer que as autoridades governamentais moçambicanas reflictam bem antes de tomar qualquer decisão neste sentido, sob pena de colocar em risco a saúde e vida do seu povo, já que ʺa vida não se desafia com a vidaʺ.

De lembrar que o académico Júnior Rafael é moçambicano, a residir no Brasil, onde também é pastor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *