ALASTRAMENTO DA COVID-19 DIFICULTA VENDA DE PRODUTOS DOS AGRICULTORES DE NAMPULA

ALASTRAMENTO DA COVID-19 DIFICULTA VENDA DE PRODUTOS DOS AGRICULTORES DE NAMPULA

Por Cremildo Alexandre

Desde que o presidente da República decretou o estado de emergência no país visando evitar a contaminação e o alastramento da COVID-19, registaram-se mudanças em alguns sectores como o turismo, a educação, agricultura entre outros.

A nossa equipa de reportagem deslocou-se a zona verde no bairro de Napipine onde encontramos o pequeno agricultor que responde pelo nome de Lapson Najal.

Lapson disse que a agricultura é fonte primordial para o sustento da sua família e que os revendedores do mercado Waresta são os principais compradores dos seus produtos.

A nossa fonte fez saber ainda que desde a eclosão da pandemia da COVID-19 no país, tudo mudou.

“O coronavírus veio piorar a nossa situação. A nossa produção está sem compradores desde que essa pandemia atingiu a Província de Nampula” – lamentou Lapson que acredita que caso a doença prolongue, muitas famílias que dependem da agricultura nas zonas baixas poderão passar momentos ainda mais difíceis.

Dino Viegas é agricultor de hortícolas que também encontramos no local. Ele lamentou igualmente da situação de falta de compradores dos seus produtos.

Importa dizer que a agricultura constitui a principal actividade económica das famílias camponesas a nível dos distritos da província, que se baseia no cultivo de cereais, leguminosas, raízes e tubérculos, hortícolas diversas, bem como a fruticultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *