ARQUIDIOCESE DE NAMPULA REFORÇA O APOIO AOS DESLOCADOS DE GUERRA DE CABO DELGADO

ARQUIDIOCESE DE NAMPULA REFORÇA O APOIO AOS DESLOCADOS DE GUERRA DE CABO DELGADO

POR SANTOS CONTA

Seis dias depois dos padres desta Arquidiocese terem feito a entrega de produtos alimentares e de higiene, outros esforços estavam sendo levados a cabo pela comissão criada pelo Arcebispo de Nampula que tem como objectivo apoiar os deslocados de guerra que se refugiram em Namialo.

Enquanto o número dos descolocados cresce no distrito de Meconta, igualmente cresce os movimentos que se solidarizam àqueles moçambicanos que foram atingidos por calamidade humana.

Mais de 100 agregados familiares na sua maioria compostos por 5 a 10 membros viram-se aliviados com a oferta de alguns produtos alimentares, de higiene e roupa.

Um grupo de irmãs da Caritas diocesana de Nampula encabeçado pelo respectivo Coordenador, Padre Orlando Fausto, direccionaram um kit de mantimentos composto por duzentas mantas, duzentas esteiras e 119 baldes de água, quatro caixas de sabão e 10 sacos de farinha celeste para ajudar os deslocados de guerra de Cabo Delgado.

Segundo o coordenador da Caritas em Nampula esta iniciativa surge no âmbito da visita efectuada pelo Arcebispo de Nampula, Dom Inácio Saure que serviu para avaliar como vivem e que culminou com a criação de comissões de trabalho para apoiar as vítimas dos insurgente sem Cabo Delgado.

A nossa fonte disse ainda que para concretizar o sonho de apoiar os deslocados de Cabo Delgado precisou de uma contribuição de valores monetários canalizados em quase todas paróquias da Arquidiocese de Nampula.

Por sua vez, os beneficiados louvaram e se sentiram aliviados com a iniciativa e pediram que organizações do género apareçam para poder lhes ajudar com aquilo que puderem num gesto de solidariedade para com as vítimas.

Por seu turno, a Chefe do Posto de Namialo, Adelina Mocala disse que como representante daquela população é um alívio na medida em que os seus hóspedes precisam quase tudo, desde roupa, alimentos e até um lugar melhor para viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *