ASSOCIAÇÃO RIVIMO INVESTE 50 MIL METICAIS EM APOIO AOS NECESSITADOS

ASSOCIAÇÃO RIVIMO INVESTE 50 MIL METICAIS EM APOIO AOS NECESSITADOS

Por Elísio João

Mais de 100 pessoas de entre viúvas, idosos, mendigos e órfãos, beneficiaram no último Sábado de uma cesta básica, na Unidade Comunal de Elipse, no bairro de Muahivire, nesta cidade.

A cesta básica avaliada em 50 mil meticais, era composta de produtos alimentares e de higiene e foi disponibilizada pela Associação RIVIMO de Nampula.

O Presidente da Associação Rivimo, Adriano Sapala, disse tratar-se de uma contribuição dos membros dessa agremiação, para minimizar o sofrimento das camadas vulneráveis, que são o seu grupo alvo, particularmente neste momento em que o mundo está assolado pala pandemia da Covid-19.

“A nossa associação tem como grupo alvo as viúvas, idosos, mendigos e órfãos que hoje receberam um pouco de alimentos, resultado de contribuições dos membros da RIVIMO. Sabemos que não chega para nada mas é o que conseguimos arranjar para ajudar os nossos beneficiários” – disse Adriano Sapala que pede a quem tiver algo para ajudar os necessitados para associar-se a essa iniciativa, ajudando os que mais necessitam.

Os beneficiários agradeceram a oferta, e disseram que apesar de serem pequenas quantidades, poderá reduzir o sofrimento por alguns dias.

“Muitos de nós não temos condições e nem capacidades de trabalhar, por isso agradecemos esta oferta apesar de ser pouco” – disse Isabel Rico, viúva que recebeu um pouco de arroz, Óleo alimentar, Feijão e Sabão que questionada sobre como vive em tempo da pandemia da Covid-19, disse que está a passar momentos muito críticos junto de seus dependentes.

Manuel Moçambique é outro idoso que disse o que passamos a citar –  “Agradeço muito porque deram-me o que eu não tinha para reduzir o sofrimento da fome que passo em casa” – fim da citação.

O Chefe do Departamento Provincial dos Assuntos Religiosos em Nampula, Oliveira Manhiça, que testemunhou a entrega dos produtos aos beneficiários, pediu para que observem as medidas de prevenção da Covid-19, não saindo de casa sem necessidade.

“A Covid-19 é uma realidade e peço para que cumpramos com todas as medidas de prevenção. Devemos evitar sair de casa sem necessidade, porque se contrairmos a doença, perigamos a saúde dos nossos filhos, dos nossos vizinhos do bairro e todo país” – recordou Oliveira Manhiça.

Enquanto isso, a Chefe do Posto Administrativo Urbano de Muhala, Deolinda dos Santos Cavala, pediu para que mais organismos se abram para apoiar as pessoas necessitadas.

Deolinda dos Santos louvou a iniciativa da Associação RIVIMO e encorajou os membros da mesma a estenderem a actividade para mais comunidades.

“Em nome do Conselho Municipal da Cidade de Nampula quero agradecer a Associação RIVIMO por ter-se compadecido com esses nossos compatriotas, que na sua maioria não tem condições de se auto-sustentar. Gostaria de pedir outras pessoas de boa vontade para se juntarem a essa causa, na tentativa de ajudarmos os que sofrem” – referiu a Chefe do Posto Administrativo Urbano de Muhala, que também pediu aos beneficiários daquela oferta para que cumpram com as medidas de prevenção da Covid-19, porque, segundo ela, essa doença não pode ser ignorada.

“Sabemos sim que é pouca coisa que receberam mas ʺEyevi khenrimela mwanoʺ. Disse ela no acto de entrega de cesta básica a mais de 100 pessoas, de entre viúvas, Idosos, Mendigos e Órfãos, identificados pela Associação RIVIMO, na Unidade Comunal de Elipse, bairro de Muahivire, nesta cidade.

A Associação Refúgio de Viúvas, Idosos, Mendigos e Órfãos – RIVIMO é de carácter religiosa e social de origem moçambicana, criada em 1998, com objectivo de ajudar os necessitados, principalmente aqueles que mendigam pelas ruas, promovendo acções que garantam a sua sobrevivência e bem estar.

Desde a sua criação, a RIVIMO tem estado a mobilizar recursos financeiros, angariar doações sociais e outros meios para ajudar mais pessoas carenciadas de diversos bairros ao redor da cidade de Nampula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *