Aumentam casos de violência doméstica na Província de Nampula

Aumentam casos de violência doméstica na Província de Nampula

Por Júlio Assane

O Gabinete de Atendimento a Mulher Vítima de Violência Doméstica na Província de Nampula Registou de Janeiro a esta parte 3.212 casos de violência doméstica baseada no género.

Desse número, 73% representa a mulheres, 12% de crianças e 13% representa casos de homens.

A informação foi tornada pública pelo Director Provincial de Género, Criança e Acção Social de Nampula, Nguma Geraldo, durante as comemorações do dia internacional dos Direitos Humanos e do Encerramento dos 16 dias de activismo.

Nguma Geraldo disse que comparativamente ao ano de 2018, há aumento de casos de violência na Província de Nampula, em cerca de 86 porcento, facto que preocupa a instituição que dirige.

Para ilustrar os casos de violência doméstica em Nampula, Nguma Geraldo apontou um caso recente em que uma família, no Distrito de Mecubúri, foi punida pelas autoridades, por obrigar a uma menor de 14 anos de idade a se relacionar com o seu cunhado, caso que originou uma gravidez precoce.

Nguma disse que a mensagem de sensibilização para a redução de casos de violência baseada no género chegam nas comunidades, mas o orgulho de alguns homens faz com que o número de casos de violência doméstica aumente.

De salientar que o dia Internacional dos Direitos Humanos é celebrado anualmente a 10 de Dezembro e a data visa homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

A celebração da data foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de Dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Esta declaração foi assinada por 58 Estados e teve como objectivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da 2ª Guerra Mundial que vitimaram milhões de pessoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *