BISPOS DE MOÇAMBIQUE REPUDIAM CALÚNIAS DO PÚBLICO

Por: Cantífula de Castro

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal de Moçambique (CEM) repudia com veemência as “notícias falsas e caluniosas” publicadas no Jornal “O Público” edição da última seguda-feira (4/11).

“O Público” referiu com insistência e persistência que o Bispo de Pemba, Dom Luís Fernando Lisboa, “semeia desunião e violência”. Além disso, como acusa o Público, no seu Destaque, Dom Luís “Discrimina os padres moçambicanos de raça negra, organiza reuniões para exploração de recursos minerais, etc…”. Num outro desenvolvimento, o Público, afirma que o trabalho Pastoral de Dom Luís “contraria a ordem social e é contra a segurança do Estado moçambicano”.

Em reacção a estas acusações, a CEM reitera que “O compromisso e o desejo dos Bispos Católicos é que a paz, a reconciliação e a esperança reine em nosso país” citando o Papa Francisco aquando da sua visita a Moçambique em Setembro último.

Por outro lado, na Nota do Conselho Permanente da Conferência Episcopal de Moçambique em nosso pode, os Bispos Católicos de Moçambique apelam aos proprietários do Semanário “O Público” a promover “a verdade e a paz e não defender interesses obscuros prejudiciais para o país”.

Note-se que, a “CEM é o agrupamento dos Bispos de Moçambique que exercem em conjunto certas funções pastorais a favor dos fiéis moçambicanos, a fim de promover o maior bem que a Igreja oferece aos homens, sobretudo por formas e métodos de apostolado convenientemente ajustados às circunstâncias do tempo e do lugar, nos termos do direito.”

One Reply to “BISPOS DE MOÇAMBIQUE REPUDIAM CALÚNIAS DO PÚBLICO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *