CAÇA AOS MAGISTRADOS EM NAMPULA

CAÇA AOS MAGISTRADOS EM NAMPULA

Por Pedro Cusse

O Delegado Provincial da Associação dos magistrados do Ministério Público em Nampula, Ramadane Imamo, repudia de forma veemente a perseguição e ameaças de morte de seus membros.

Ramadane Imamo deu o exemplo de um caso recente, cujo alvo de ameaças de morte foi  FREDY JAMAL, procurador da república e porta-voz do gabinete provincial de combate a corrupção.

Porque a situação está a preocupar a massa judiciária, foi aberto um auto que segundo Imamo, está em investigação.

Perseguir um magistrado do ministério público, significa perseguir um povo, disse Ramadane Imamo.

Quando questionado se estas ameaças tinham relação com investigação que Fredy Jamal vinha fazendo, do suposto caso que envolve o Juiz Presidente do Tribunal Administrativo de Nampula, em que é acusado de expropriação de pouco mais de 200 mil meticais retirados dos cofres do tribunal, o nosso entrevistado não nega nem confirma mas disse o que passamos a citar:

É prematuro nós tirarmos alguma ilação, senão estaríamos a mexer com muita coisa, nós temos que ter certeza das coisas por isso somos investigadores“.

Ramadane Imamo disse ser inconcebível que num país de direito democrático como o nosso, seja palco de caça aos magistrados, “porque no âmbito democrático esta perseguição não entra, mas isto entra num âmbito que nós não vamos jamais perceber ” concluiu.

Mesmo assim, o Delegado Provincial da Associação dos Magistrados do Ministério Público deixa mensagem encorajadora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *