Cerca de 5 mil pessoas vivem com Hemofilia no país diagnosticável apenas no Hospital Central de Maputo

Cerca de 5 mil pessoas em Moçambique vivem com doença de Hemofilia, uma enfermidade hereditária que é contagiada através do cromossoma X do genes e mais frequente no sexo Masculino.

Os dados foram avançados na manhã desta quinta-feira por Nelson Damião, Presidente da Associação Moçambicana de Hemofilia e outras Coagluopatias Congénitas.

A fonte fez saber na ocasião que em todos hospitais do país excepto o hospital central de Maputo não têm capacidade de diagnosticar a doença de Hemofilia.

Este facto levou a morte de cerca de 130 pacientes por conta dessa enfermidade.

Damião acrescentou que a província de Nampula conta com vinte três pessoas infetadas pela doença de Hemofilia.

A fonte frisou que a sua associação pretende negociar  com o governo da província de Nampula, no sentido de incluir na sua agenda do dia, a doença de Hemofilia como sendo preocupante.

Segundo Nelson Damião, essa doença pode-se contrair através de histórico familiar e os sinais de sua existência são descobertos através de sangramento interno e externo, sangramento na gengiva, inchaço nas articulações entre outros sintomas.

Por: Malito João

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *