Cidadão fica colado dentro duma pasta supostamente roubada

Por: Felismino Leonardo

Um jovem que aparenta ter trinta anos de idade ficou colado numa pasta na manhã desta quarta-feira, na tentativa de roubar dinheiro a um cidadão até aqui desconhecido no mercado grossista de Waresta nesta cidade.

Tudo começou quando o cidadão, segundo testemunhas no local, vindo do distrito de Ribaué com o seu produto para comercializar, depois da descarga o jovem introduziu-se no interior da pasta, onde nunca mais saiu.

Essa versão foi contada por Inácio Pilopilo chefe do mercado grossista de Waresta, o qual explicou que o proprietário da pasta não se preocupou com o suposto ladrão, o que deixou inquietado alguns responsáveis daquele mercado no sentido de explicar melhor a família, em particular outras entidades competentes.

Inácio Pilopilo disse que foram igualmente colhidos de surpresa logo pela primeira hora da manhã, o que levou a movimentação de quase toda estrutura do mercado, tendo agitado todo mercado e o trânsito meio bloqueado.

A fonte fez saber que o mesmo jovem colado na pasta não era conhecido pelas entidades que velam pelo mercado.

Entretanto, o responsável do mercado grossista de Waresta, mostrou-se preocupado pelo facto de registar cada vez mais o fluxo de pessoas e grande parte de jovens a fazerem-se passar de estivadores para furtarem bens de pessoas inocentes.

Por seu turno, Ramos Albino, um dos vendedores de várias mercadorias do mercado grossista de Waresta, lamenta o comportamento de certos jovens que frequentam aquele local para tirarem bens de pessoas.

Ramos Albino disse que o que aconteceu com o jovem colado na pasta de um cidadão até aqui desconhecido, poderá servir de exemplo para outros que também a actividade é roubar.

Ramos Albino, louvou por outro lado o trabalho da polícia da república de Moçambique afecto naquele mercado, no que concerne a ordem e tranquilidade públicas e tomadas de medidas de prevenção da covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *