CIDADÃOS EM NAMPULA ACUSAM PRM VIOLAR DIREITOS DA CRIANÇA

CIDADÃOS EM NAMPULA ACUSAM PRM VIOLAR DIREITOS DA CRIANÇA

Por Cremildo Alexandre

Mais de 150 menores foram retidos no comando da PRM em Nampula por violação do estado de emergência que visa evitar a proliferação da nova doença de coronavírus.

Sair em casa sem necessidade e o não uso de máscaras são as principais causas da retenção das crianças.

“Apanharam-nos com a polícia na rua a brincar sem máscaras e meteram-nos no carro para o comando” disse uma menor de cerca de 8 anos de idade, que sabe dizer que o coronavírus é uma doença mortífera.

Os pais e encarregados de educação, queixam-se de má actuação da polícia e dizem não saber a real causa de retenção dos seus filhos.

“Eu acho que a Polícia está a agir mal contra as crianças, porque elas se fazem a rua inocentemente e sem conhecimento dos pais” – referiu um pai de um dos petizes para o qual a polícia deveria priorizar a sensibilização das pessoas.

O porta-voz da PRM em Nampula, Zacarias Nacute disse que a acção visa sensibilizar os pais e encarregados de educação sobre a necessidade de protegerem os seus filhos neste momento em que a província de Nampula está declarada como local de contaminação comunitária.

“Para além de sensibilizar os pais, a acção também visa diminuir a propagação da doença, porque  nos últimos dias Nampula tem sido maior contribuinte de subida de casos positivos no nosso país” avançou Nacute.

De referir que a PRM em Nampula, vai continuar com o trabalho para conter a propagação da doença na província, segundo fez crer o respectivo porta-voz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *