Comerciantes abandonam espaços para construção de bancas no mercado do Triângulo

Por Elísio João

Mais de metade dos mais de três mil munícipes que requereram espaço para construção de bancas no novo mercado do Triângulo- Posto Agronómico na cidade de Nampula, são apontados como que abandonaram depois de terem sido atribuídos.

Este cenário preocupa o responsável daquele mercado, que esta quarta-feira, lançou um aviso segundo o qual, quem não manifestar interesse de construir sua banca no espaço que ocupou poderá ser atribuído outra pessoa a partir da segunda-feira próxima.

Augusto Aly disse mesmo que os espaços ocupados por indivíduos que não fazem o devido uso, estão a servir de urinários, perigando a saúde dos utentes do novo mercado.

ʺApelo aos munícipes que ocuparam espaço neste mercado para poderem explorar, porque se esses espaços continuarem abandonados, poderei atribuir para outras pessoas interessadas a partir da próxima segunda-feiraʺ- apelou Augusto Aly, que também alertou dizendo que caso isso aconteça, ninguém venha a acusa-lo de vender os tais espaços.

Aquele mercado nasceu depois da remoção pelas autoridades municipais, do mercado e das bancas que funcionavam nas bermas da estrada no antigo controlo de Angoche.

Informações que colhemos no local, indicam que o Conselho Autárquico da Cidade de Nampula pretende fazer naquele local um mercado de referência, equiparado com o de Waresta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *