CRÓNICA DO DIA – A TUA DOENÇA CURA EM CASA

Por Kant de Voronha

A falta de emprego para maioria do povo degenera a vida social do nosso país. Muitas pessoas vivem a sua sorte carecendo de condições básicas para sobreviver. Por isso, para contornar essa situação, alguns pautam pelo comércio informal de pequena renda e outros apostam em outros caminhos de empreendedorismo.

Nos últimos tempos, a província de Nampula é apelidada como ponto de chegada e epicentro de curandeiros. Uns oriundos de outros países africanos e províncias vizinhas e outros naturais da nossa terra vão florescendo com promessas que superam suas possibilidades.

Os tipos como são espertos, escolhem nomes terríveis, só ao ouvir levanta-se poeira. E as pessoas iludidas gastam o seu dinheiro andando nas suas cabanas cheias de crânios (makarakasa owusàla) velhas, panelas de barro, imagens extravagantes e espelhos muito grandes. De facto, neste mundo quem dorme a onda leva.

A luta pela sobrevivência leva-os a maquinar curativos que nem conseguem. Mas eles ganham asas porque certos profissionais de saúde falam aos doentes: “a tua doença cura em casa”.

Certo homem contraiu o vírus do HIV-SIDA. Mas durante muito tempo, amigos e vizinhos o aconselharam a dirigir-se ao centro de saúde para merecer devido acompanhamento. Entretanto, deixou a situação deteriorar-se e nos últimos momentos decidiu ir ao centro de saúde. Porém, uma semana depois de internamento, este viúvo de 53 anos optou por uma alternativa mais barata.

Então fugiu do hospital aconselhado por um enfermeiro e foi ter com um curandeiro famoso conhecido por Dr Sabetudo o qual dizem curar tudo. Mas, como os sintomas persistiam, aquele homem consultou uma adivinha acreditada, sua vizinha, cuja fama se alastrou muito.

“Me senti melhor durante alguns meses e pensei que o problema estava diminuindo. Mas depois piorei”. Depois de gastar muito dinheiro e outros bens penhorados (sowemexeriwa), o homem não resistiu mais e acabou morrendo.

Infelizmente, o nosso sistema de saúde está profundamente deformado. Em consequência disso, muitos acabam refugiando-se em curandeiros que nada sabem fazer, apenas inventam curativos para a sua sobrevivência. Quantas pessoas não apodrecem com suas doenças com medo de ir ao hospital e confiando só em curandeiros?

Sabe-se muito bem que existe AMETRAMO mas de nenhuma forma veio substituir a medicina científica. Alguns desses prometem muita riqueza, carros, prosperidade na vida, muita inteligência na escola e até curar os impotentes e improdutivos. Porque é que esses curandeiros não têm tudo isso? Os espíritos proíbe-os de enriquecer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *