Crónica do Dia – “ESTOU NUM PAPO COTA”

Por Marques Maurício

Por vezes acho que tenho dificuldades em perceber as coisas como acontecem, em ver o mundo e as pessoas como algo perfeito. No nosso quotidiano vejo que há coisas tão desnecessárias, que nem deviam acontecer, mas acontecem.

Digo isso porque ontem estava eu com meu amigo Namattiyela a dar umas voltas no bairro de Kuhari, arredores do distrito de Rapale. Perto duma casa encontramos um Sr. de nome Katephe, de cabelo branco como farinha de mapira. Estava ele lamentando em lágrimas pelo comportamento inconveniente e ingénuo de sua neta. Com a boca sem habitantes, por causa de sua idade avançada, dizia o cota Katephe: ” minha neta quer me matar com papo, quer me colocar num papo, sempre diz que está num papo no facebook, não sei o que fazer”.

Chorando e muito triste, o velho continuou “ela já não tem tempo para fazer trabalhos de casa nem mesmo para cozinhar. Em 2019 teve PPF na escola por atrasar sempre. Quando lhe acordo diz sempre “estou num papo cota”, nem sei o que fazer, ao menos se se dedicasse aos estudos. Se não fosse ser forçada ano passado não passaria”.

Hiiii ao ouvir aquilo, eu e meu amigo inclinamos a cabeça, meu cabelo se mexeu com um calafrio selvagem; senti um cheiro, era fumo que saía da minha cabeça por tanta vergonha, parecia que sou a tal neta. Mas jovem, para quê sofrer? Para quê se castigar? Para quê se escravizar com mau uso do facebook? Concentre-se na vida, tudo tem o seu tempo.

Facebook não veio para destruir a mente das pessoas, tornar pessoas preguiçosas e indisciplinadas, destruir laços familiares. Pelo contrário, é uma plataforma onde as pessoas deviam colocar as suas opiniões, ideias, projectos, pesquisas, formar amizades, anunciar a palavra de Deus, partilhar conhecimentos, discutir passos de evolução do país, mas não é o que vemos.

Da forma como nos dedicamos ao facebook, se fosse uma licenciatura, nossos pais ficariam felizes, as mensalidades seriam a dobrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *