DEVIDO COVID 19 DUAS EMPRESAS ENCERRARAM EM NAMPULA

DEVIDO COVID 19 DUAS EMPRESAS ENCERRARAM EM NAMPULA

Por Cesar Rafael

De forma simbólica, celebrou-se hoje o dia internacional dos trabalhadores.

A cerimónia de deposição de coroa de flores de forma simbólica, foi dirigida pelo secretário provincial da OTM, central sindical, Celestino Silvério.

Ao contrário do que tem sido habitual, estiveram presentes napraça dos heróis pouco mais de 10 pessoas, em consequência da pandemia da covid-19, como forma de cumprir com as medidas de prevenção no âmbito do estado de emergência vigente no país.

Falando a jornalistas, Silvério fez saber que no âmbito da pandemia, quatro empresas sendo duas em Nacala, encerraram as suas portas e os trabalhadores foram dispensados, encontrando-se neste momento nas suas residências. A fonte garantiu que os mesmos continuam a auferir os seus ordenados mesmo sentados em casa.

Celestino disse que a província de Nampula conta com pouco mais de 50 mil trabalhadores e, que ate então nenhuma empresa comunicou sobre o despedimento dos mesmos.

Quanto aos desafios em pleno momento de estado de emergência, Silvério disse que estes passam necessariamente por um acompanhamento do que acontece nas empresas e apela a observância das normas.

A fonte lamentou a morte de um trabalhador duma das empresas de construção nas vésperas do dia 01 de Maio e deixou um apelo as construtoras.

Por seu turno, Momade Galibo, secretário do comité sindical ashop centre e representante provincial da área do comércio, falando do sector do turismo, garantiu não haver despedimentos, pese embora o fluxo de turistas ser muito menor.

O único trabalhador que falou, disse ser este um momento triste.

E triste porque sendo nosso dia, não podíamos estar aqui apenas 3,4…pessoas mas, sim seria todos os trabalhadores de forma a estarem satisfeitos com a passagem do seu dia. M as, como esta doença não e de brincadeiras, temos que com certeza ficar em casa. Sustentou a fonte.

Pela primeira vez pós independência  o primeiro de Maio se celebra com menos de 20 trabalhadores na praça dos heróis moçambicanos em Nampula e no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *