DOIS AGENTES DA PRM DETIDOS POR CORROMPER CIDADÃOS EM NAMPULA

DOIS AGENTES DA PRM DETIDOS POR CORROMPER CIDADÃOS EM NAMPULA

Por César Rafael

Detidos em Nampula dois agentes da Polícia da República de Moçambique, por terem recebido dinheiro em troca de soltura de um cidadão indiciado de violar o decreto de estado de emergência.

O gabinete provincial de combate a corrupção deteve três cidadãos, sendo dois agentes da Polícia da República de Moçambique, indiciados na prática de crimes de corrupção activa e passiva.

Refira-se que, os dois agentes já detidos teriam recebido valores monetários de um cidadão que por violar o decreto de estado de emergência teria sido detidos por estes agentes que na altura encontravam-se em mais uma missão de fiscalização para fazer cumprir as medidas de prevenção e combate a covid-19.

A informação foi revelada na manhã desta segunda-feira (16 de Junho), por José Sopa Wilson, porta-voz do Gabinete Provincial de Combate a Corrupção de Nampula.

“No dia 4 de Junho de 2020, pelas 12horas, na cidade de Nampula, foram detidos 3 cidadãos, dos quais 2 agentes da PRM, indiciados na prática de crimes de corrupção activa e passiva. Os agentes da polícia na altura tinham detido um cidadão por violação do decreto que regula o estado de emergência em vigor, entretanto o cidadão entregou dinheiro aos agentes da autoridade, em troca de soltura” – esclareceu o porta-voz, José Sopa, o qual referiu que o processo número 102/0301/p/GPCCN/2020, corre em instrução preparatória.

De salientar que a Policia da Republica de Moçambique, na pessoa do seu porta-voz, Zacarias Nacute, veio vezes sem conta ao público, negar de pés juntos, o envolvimento de alguns agentes da corporação, em actos de extorsão de dinheiro ao pobre cidadão, pela alegada falta de cumprimento das medidas preventivas para a mitigação do efeitos do coronavírus no país.

E a questão que fica no ar é: em quem os principais afectados devem acreditar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *