FERNANDO MITANO DIZ SER NECESSÁRIO REDOBRAR ESFORÇOS PARA A REDUÇÃO DOS CASOS DE MALÁRIA

FERNANDO MITANO DIZ SER NECESSÁRIO REDOBRAR ESFORÇOS PARA A REDUÇÃO DOS CASOS DE MALÁRIA

Por Elísio João

Mais de 546 mil casos de malária foram diagnosticados durante os 6 meses deste ano em 14 distritos da Província de Nampula.

O distrito de Lalaua foi o que diagnosticou mais casos da doença ao registar 56.526, seguido de Eráti com pouco mais de 54 mil.

Estes dados foram tornados públicos na última quarta-feira (16), pelo Director Provincial de Saúde, no decurso da IV Sessão Ordinária do Conselho Executivo Provincial de Nampula.

Fernando Mitano referiu que há necessidade de um redobrar de esforços para a redução dos casos de Malária que continua a ser preocupação na Província, distribuindo mais redes mosquiteiras e consciencializando as comunidades.

Apresentando a situação epidemiológica da Província de Nampula, Fernando Mitano falou de outras doenças de notificação obrigatória que estão a aumentar, com destaque para diarreias, Cólera, sarampo e mordedura canina.

No período em referência, a província de Nampula registou 10. 389 casos de diarreias, 154 casos de cólera, 104 de Sarampo e 113 casos de mordedura canina.

Sobre a diarreia, os dados referem que o distrito de Nacala-Porto está na dianteira ao registar 1.928 casos, seguido de Ribaué e Mogovolas com 1.013 e 786 casos respectivamente.

ʺEstes dados indiciam que é necessário que o nosso governo trabalhe muito mais no abastecimento de água através de abertura de furos, intensifique a educação de higienização da nossa população para reduzirmos essas subidas das diarreias e outras doenças de origem hídricanas comunidadesʺ– alertou Fernando Mitano.

A nossa fonte apresentou os desafios do sector que dirige, destacando actividades que visam reduzir as taxas de incidência das doenças de notificação obrigatória em toda a Província.

ʺUma das actividades que temos que priorizar é a construção de mais unidades sanitárias e afectação de mais técnicos de saúde” – concluiu o Director Provincial de Saúde, que pediu o envolvimento de todas as frentes na luta contra as doenças de notificação obrigatória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *