Frelimo e Renamo na Cidade de Nampula acusam-se de serem malfeitores

O Partido Frelimo no distrito de Nampula, repudia e desvaloriza as recentes declarações do Presidente do Conselho  Autárquico desta cidade, e considera-as de manipuladoras da opinião publica.

O repudio foi feito esta sexta-feira, em conferencia de imprensa por Orlando  Mpisa, primeiro Secretario do Comité Distrital do Partido Frelimo o qual chamou Paulo Vahanle e seu partido de destruidores e que cria desordem na cidade de Nampula.

Paulo Vahanle chamou a Frelimo de malfeitores e que nunca fez nada durante mais de 40 anos, o que Orlando Mpisa considera discurso desenquadrado e que não abona com a sua posição.

O Povo desta cidade descobriu que estava a perder tempo com os malfeitores da Frelimo, que consideravam a asfaltagem da estrada de Marrere um monstro de 7 cabeças. – Pronunciou-se Paulo Vahanle publicamente no Bairro de Marrere.

Esse e outros pronunciamentos de Paulo Vahanle, não agradaram aos Camaradas, tendo-os obrigado a convocar uma conferencia de imprensa esta sexta feira.

Repudiamos a postura do senhor Vahanle que não compadece com o cargo que ocupa. Para a Frelimo e o povo de Nampula, os pronunciamentos do Senhor Vahanle e a Renamo não passam de uma manipulação da opinião publica, perante a ma prestação de serviços ao cidadão da cidade de Nampula, perpetrados por essa governação desorientada da Renamo. -disse Orlando Mpisa que desvalorizou o discurso de Vahanle, com exemplos da venda, usurpação e afastamento de espaços públicos e de lazer, para além da alegada danificação da frota dos transportes públicos que estavam sob gestão do Município.

No seu entender, a venda do espaço onde funcionava a feira dominical, foi uma das piores atitudes que mostram que a liderança da Renamo não está para o bem das populações, numa clara alusão de que mais de cinco mil famílias que conseguiam sobreviver a partir daquele recinto comercial, ficaram desnorteadas.

A venda da feira dominical, um cartão de visita desta autarquia, e que de forma indireta empregava mais de cinco mil famílias, hoje por causa da ganancia do senhor Vahanle e a Renamo, essas famílias encontram-se em debandada na rua, sem horizonte, desesperadas, desempregadas e sem nenhuma esperança. – Recordou Orlando Mpisa que se questiona; – Quem é o verdadeiro malfeitor desta cidade.?

A Frelimo referiu que assiste todos os dias a venda e afastamento de espaços públicos, dando como exemplo do Hospital psiquiátrico na Faina, meia via em Namutequeliua, e afixação de placas de venda de terrenos e afastamento da Estrada Nacional na zona de Nampaco em Muhala.

O senhor Vahanle e a Renamo, encontraram nesta cidade mais de 40 autocarros que prestavam serviços públicos de transporte nesta urbe. Onde e que pararam? – interroga Orlando Mpisa, primeiro Secretario do Comité Distrital do Partido Frelimo em Nampula, acrescentando que a população desta cidade lamenta da má governação da Renamo que vem revelando dia após dia a sua génese de destruição, sendo que nenhum dos autocarros funcionam, prejudicando os munícipes da cidade de Nampula

Aquele politico terminou a sua explanação com um proverbio popular segundo o qual, – Se alguém insulta é porque perdeu espaço para respirar, numa altura em que segundo suas palavras a população de Nampula está de olhos e a Frelimo vai continuar ganhando razão na consciência e no coração, e mais simpatia nos munícipes de Nampula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.