Moçambique regista anualmente três mil mortes e 5 mil casos de cancro de mama

Estes dados foram tornados públicos na manhã desta quarta-feira (19/10) pelo chefe do departamento de saúde pública dos serviços provinciais de saúde de Nampula, Geraldino Avelino, durante a realização de uma palestra Outubro Rosa.

O evento visa a consciencialização de mulheres com idades superiores a 25 anos de idade para fazerem rastreio da doença nas unidades sanitárias.

Na ocasião, Avelino explicou que a doença evolui de forma silenciosa, chegando, no entanto, a níveis alarmantes até a ponto de criar luto no seio das comunidades.

A fonte olha com indignação algumas mulheres que por questões culturais não se fazem às unidades sanitárias, em casos de alguns sintomas, daí que insta a esta camada social a aderir o rastreio para preservar a saúde.

Sobre a celebração do Outubro Rosa, Geraldino explicou que esta é uma grande oportunidade em que os serviços de saúde, juntamente com os estudantes carregarem mensagens apelativas para as comunidades no combate a este problema de saúde pública.

Entretanto, os estudantes, que estiveram presentes na palestra, garantem difundir as mensagens às mulheres sobre a necessidade de se prevenirem do cancro da mama.

Jornalista Baptista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *