Moradores do bairro de Vieira poderão beneficiar de ponte sobre o rio Nikutha

Por Elísio João

A construção de uma ponte sobre o rio Nikutha no bairro de Murrapaniua, Posto Administrativo de Natikiri vai gastar 13 milhões e quinhentos mil meticais.

A infra-estrutura que poderá aliviar o sofrimento dos moradores da Zona do Vieira e Waresta terá cerca de oito metros de cumprimento.

O início da obra foi testemunhado pelo Presidente do Conselho Autárquico da Cidade de Nampula, Paulo Vahanle, que esta sexta-feira, 09 de Outubro, procedeu ao lançamento da primeira pedra no local.

“Esta ponte é construída em resposta ao pedido da população desta zona que, segundo informações que nos chegam, perde seus familiares no tempo chuvoso, principalmente crianças que são arrastadas pela força da água” – referiu Paulo Vahanle garantindo que os mais de 13 milhões servirão também para melhorar a via de acesso entre o mercado Waresta e a Escola que se localiza no Vieira, outro lado do bairro de Murrapaniua.

“Nós acolhemos o vosso pedido e elegemos este lugar para a construção de uma ponte, a partir do fundo de estradas que recebemos para reforçar a nossa receita do município” – clarificou Vahanle que apelou aos munícipes para que sejam vigilantes da obra e que não desviem os materiais.

ʺSejam vigilantes e fiscalizem todo o trabalho. Não gostaríamos de ouvir que a população está a sabotar os trabalhos, porque a acontecer assim, vocês sairão prejudicadosʺ – advertiu o Edil da Cidade de Nampula, o qual recordou que terminada a obra, quem será o principal beneficiário, será a mesma população.

Vahanle apelou ao empreiteiro para que honre com os compromissos e que mostre qualidade.

“É a primeira vez que apostamos na empresa Protect-Construções e pedimos que nos mostre qualidade nesta ponte. Nós Munícipes vamos exigir a essa empresa que nos faça um trabalho de qualidade” – disse a terminar Paulo Vahanle.

Vezes sem conta a população que vive no bairro em expansão do Vieira, reclamou a falta de uma ponte para facilitar a ligação com o mercado Waresta, porque quando chover, a comunicação por estrada nas duas zonas fica interrompida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *