NAMPULA COM NOVO SISTEMA DE GESTÃO DE MEDICAMENTOS

NAMPULA COM NOVO SISTEMA DE GESTÃO DE MEDICAMENTOS

Por Amélia Augusto e Ernestina Matias

A Direcção Provincial de Saúde de Nampula acaba de elaborar um novo sistema de gestão de medicamentos.

O novo sistema consiste na canalização directa dos fármacos às Unidades Sanitárias, sem que seja necessário serem entregues nas direcções distritais de Saúde.

O Médico Chefe Provincial de Nampula, Suleimane Izidoro, que deu a conhecer esta informação, disse que a partir desta metodologia, fica ultrapassado o problema de falta de medicamentos nas Unidades Sanitárias, que era originado pela demora na sua canalização.

A medida, segundo a nossa fonte, já está a ser implementada em 11 distritos da Província e está a ter bons resultados.

“Esse sistema está a reduzir o tempo de chegada dos medicamentos nas Unidades Sanitárias e que todos saímos a ganhar”– disse Suleimane.

O Médico Chefe Provincial falava na última Segunda-feira (26), no acto de recepção de 5.405 quites no Armazém Provincial, constituídos por medicamentos enxecais incluindo Coartem, a serem usados nas Unidades Sanitárias da Província, durante os próximos 6 meses.

Fazem parte do mesmo Lote, antibióticos, analgésicos, Algodão e Seringas que serão administrados pelos agentes polivalentes – APs – nas comunidades.

O Médico Chefe Provincial de Nampula, Suleimane, observou que esta quantidade de medicamentos veio reforçar o outro lote que a província dispõe a serem usados ao longo do ano, tendo em conta que estão a surgir novas unidades sanitárias.

Sobre a situação epidemiológica na Província, Izidoro observou que 2020 é um dos melhores nos últimos 5 anos.

Para sustentar a sua afirmação, explicou que durante o mês de Janeiro deste ano, a Província registou uma redução de casos de diarreias em 39 porcento, ao diagnosticar 1.081 casos contra 1.759 do mesmo período do ano passado.

A nossa fonte disse igualmente que houve redução de casos de malária em 25 porcento, porque foram diagnosticadas 31.412 pessoas com essa doença, contra 41.866 do mês de Janeiro de 2019.

No ano passado, a malária matou 7 pessoas durante o mês de Janeiro, enquanto que este ano, as autoridades sanitárias na Província de Nampula registaram a morte de duas pessoas.

Os apelos da Direcção Provincial de Saúde em Nampula é no sentido de as comunidades continuarem a observar as medidas de higiene individual e colectiva, para evitar a eclosão de doenças de origem hídrica durante a época chuvosa.

A Liderança Comunitária e os Membros da AMETRAMO que testemunharam a recepção dos kids de medicamentos, prometeram dar seu contributo na fiscalização dos fármacos, para evitar que sejam desviados e vendidos no mercado paralelo. Comprometeram-se em promover palestras de sensibilização, no sentido de as pessoas se dirigirem a Unidade Sanitária em caso de doença.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *