Ngoenha insta as universidades a investirem na formação de qualidade

Por: Gelácio Rapieque

O presidente do conselho de reitores de Moçambique insta as universidades do país a investirem na formação de qualidade.

Severino Ngoenha fez este apelo na última quarta-feira, na faculdade de Educação e Comunicação da Universidade Católica de Moçambique, onde foi orador principal na cerimónia de abertura das décimas jornadas científicas daquela instituição.

Segundo Severino Ngoenha há problemas na seriedade do que as universidades ensinam, nas pesquisas feitas nas universidades no país e o resultado disso é que há muitos diplomas e pouco conhecimento.

Ngoenha não está contra os diplomas, mas defende que estes devem ser acompanhados pela qualidade, que passa necessariamente por adequação do que se ensina com os reais problemas das comunidades em que estão inseridas. As universidades devem saber como melhorar a vida das pessoas.

Para que isso aconteça, a fonte sublinha que é necessário primeiro perceber o conceito de ciência e saber fazer ciência.

Outro factor apontado por Severino Ngoenha como sendo fundamental para garantia da qualidade de ensino e aprendizagem é a percepção sobre o papel do professor na sala de aula. O professor tem a função de sinaleiro, ele deve ensinar o estudante os caminhos a seguir para atingir o conhecimento.

Isso requere ao estudante empenho e dedicação, para melhor aprender e assimilar conhecimentos que contribuam para o desenvolvimento do país.

“A 12 classe marca o ponto final da vida de aluno e a universidade marca ao início da etapa estudantil, e na universidade o processo de ensino e aprendizagem está concentrado no estudante, é ele que tem que saber fazer” disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *