O conceituado músico Macua, Tio Gama, defende que a música não tem gabinete de referência, facto que contribui para a desorganização da classe

O renomado Músico, Felizardo Cremildo Adérito, conhecido por Tio Gama frisou que a música em Nampula não tem gabinete de referência, facto que contribui para a desorganização da classe.

Tio Gama falava na semana finda a Rádio Encontro, tendo lamentado a falta de seriedade dos fazedores de música na Província e no pais em geral.

A fonte acrescentou que em tempo da pandemia da COVID-19 a situação está mais crítica, comprometendo a vida dos que vivem graças a música.

Num outro desenvolvimento a fonte frisou que mesmo com diversas dificuldades que tem enfrentado na caminhada, tenta fazer o seu máximo com vista a qualificar a sua carreira.

Para Tio Gama seria melhor que na Província de Nampula os músicos  tivessemum gabinete de referencia onde fariam da sua casa para partilhar as suas dificuldades e experiencias.

Felizardo Cremildo Adérito, conhecido por Tio Gama é artista de referência que canta e encanta a população da Província e além fronteiras com as suas músicas sócio-educativas.

Por: Malito João

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *