O vinho e o dinheiro são doenças que ameaçam a vida sacerdotal

O Arcebispo de Nampula insta aos Sacerdotes a serem exemplares, de bom coração e unidos a igreja de Deus.

Numa homilia por ocasião da ordenação sacerdotal do Padre Muriricho José Muchate, no Distrito de Larde, no último Domingo, Dom Inácio Saure recordou que um sacerdote não vive sozinho o seu sacerdócio.  

Apontou o vinho e o dinheiro como sendo duas doenças muito perigosas para um Sacerdote.

Há duas doenças perigosas – deus vinho e deus dinheiro – disse Dom Inácio acrescentando que há quem adora o vinho e o dinheiro, como de Deus se tratasse, e esse, não merece para o sacerdócio.

Por isso, segundo suas palavras, o Sacerdote quando vai na bebedeira corre o risco de esquecer o seu sacerdócio e cair, o mesmo podendo acontecer para quem adora o dinheiro, porque, apesar de ser muito preciso para trabalharmos, não podemos ser escravos dele,  pois Jesus disse – Não é possível servir ao dinheiro e a Deus.

Dom Inácio Saure pediu a Comunidade de Larde para que respeite a escolha do novo sacerdote e observou que os seus familiares têm uma responsabilidade acrescida, uma vez que o sacerdócio é para toda a vida.

 Não levantem olhos de cobiça para os sacerdotes porque eles são de Deus. – alertou o arcebispo para o qual casar é bom, porque é no casamento onde surge a família, mas que a escolha de servir a Deus tem que ser respeitada.

Numa mensagem, a família do Padre Muriricho, reconheceu o apoio que a Igreja deu durante a formação do seu parente e agradeceu a Deus, uma vez que a conclusão dos seus estudos não é fruto de esperteza pessoal.

A Paroquia de Nossa senhora das Graças de Murrupula, onde o Padre Muriricho estagiou, mostrou-se orgulhosa e destacou a força de vontade que o novo Padre demostrou naquela Paroquia.

Enquanto isso a Paróquia de São Paulo Apóstolo de Larde, terra de origem do novo Sacerdote, também endereçou uma mensagem de agradecimentos na qual destaca que com a ordenação do Padre Muriricho, aquela Paróquia, criada em Fevereiro de 1996, está a contribuir com três sacerdotes.

O clero diocesano de Nampula não perdeu a oportunidade para apresentar a sua mensagem, na qual sublinha que a ordenação do Sacerdote Muriricho, é uma demostração inequívoca que o clero está a crescer.

Prepare-se caro irmão, para superar os desafios que poderá encontrar nesta caminhada. – refere a Mensagem do clero diocesano, recordando-se das palavras do Santo Padre, segundo as quais, os desafios existem para serem superados, sejamos realistas sem perder a alegria e sem deixar que nos roubem a força missionaria.

Padre Muriricho é desafiado a ser voz dos sem voz nem vez, num mundo onde se multiplicam os pobres, as injustiças, o egoísmo e a indiferença. Foi tornado público que no próximo Domingo, dia 2 de Janeiro de 2022, na Se Catedral de Nampula, serão ordenados outros 3 padres, enquanto que em Nametil, no dia 16 de Janeiro, poderá ser ordenado mais um Sacerdote.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.