Crónica do Dia – OS HIPÓCRITAS CONFIAM CURANDEIROS

OS HIPÓCRITAS CONFIAM CURANDEIROS

Anamirima mili anaroromela akhulukano

Por Júnior Rafael

Conheço a manifestação comportamental de muitas pessoas. Existem as arrogantes, bajuladoras, honestas, fieis, murmuradoras, lambe-botas, fingidas, enfim. Quero crer que você tenha conhecido mais outras com comportamentos diferentes do que aqui mencionei.

Muitos são os que almejam a todo o custo ser chamados de chefe. Sabendo que não tem opinião pessoal, não estudou o suficiente, chegou naquele lugar por via de nepotismo, não consegue ver as coisas como elas são e tomar uma atitude, lhe falta habilidade, entre outras caraterísticas. Como se sente incapaz, vive alimentando os outros com cunhas que não acabam. É um viciado em alimentar.

Outros são aqueles que sujam a imagem dos colegas para merecer a confiança do chefão e pensando que um dia, também serão chefes. Um hipócrita faz de tudo para agradar os seus desejos, não ri com os colegas do mesmo escalão, não os saúda, sempre sorridente com o chefão. Um hipócrita é capaz de matar o colega para ocupar o seu lugar. Ainda mais, os hipócritas vão aos curandeiros para conseguir lugar na instituição.

Como conhecer o hipócrita? É fácil! Veja que ele:

  • Fala mal dos outros;
  • Ele se aproxima de você por interesse;
  • Não olha para os seus olhos com autoconfiança;
  • Ele pede que você lhe dê confiança;
  • Só conta os segredos de outras pessoas;
  • Mostra dentes mas com coração cheio de nódoa;
  • Usa várias máscaras pra encobrir a sua face verdadeira.

Um hipócrita é perigoso, cheio de si, não tem sentimento humano, tudo o que sabe é servir-se, desvalorizando os outros e seus bens, procura ser promovido, gosta de aplausos, vive procurando vida fácil. Para ele, a vida é um jogo por isso procura vencer denigrindo a imagem dos outros. Jesus disse pois, conforme o juízo com que julgardes, assim sereis julgados; e, com a medida com que medirdes, assim sereis medidos (Mt 7,2). Para onde irá uma pessoa fingida? Irá parar no abismo porque ″ quem da espada confia, dela morrerá″.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *