Crónica do Dia – PAPÁ NÃO TENHO CADERNOS 

PAPÁ NÃO TENHO CADERNOS

Por Kant de Voronha

O ano de 2020 é atípico. As coisas caminham a reboque por conta da pandemia do Coronavírus. Desde a última semana de Março as escolhas fecharam como forma de garantir condições de prevenção da doença.

Passados 3 meses, os números de infectados aumentam no país. Como também a saturação das pessoas não fica de trás. A economia fica afectada e a sobrevivência dos cidadãos condicionada. Pois, as coisas funcionam a meio gás. Na tentativa de resgatar o tempo perdido e salvar o ano lectivo, o Presidente da República decretou o reinício das aulas presenciais, de forma faseada começando com os alunos da 12ª classe e Formação de Professores. Por seu turno, o Conselho de Ministros confirmou que a partir do dia 27 de Julho corrente as escolas secundárias irão retomar as aulas.

Com efeito, para a materialização desse ensejo é preciso garantir nas escolas as seguintes condições para evitar o contágio da Covid-19: “garantir a limpeza e desinfecção das salas, sanitários, espaços e compartimento escolares; disponibilidade de água, recipientes, sabão ou cinza e materiais de limpeza; assegurar limpeza das escolas, internatos, lares e institutos de formação de professores; mobilizar os alunos para o reinicio das aulas; articular com os pais/encarregados de educação para que os alunos organizaem os materiais de ensino para o regresso à escola” (Instrução Ministerial nº 1/GM/MINDH/2020).

E quantas escolas estão preparadas para garantir estas condições? Sabemos que nos tempos normais os sanitários das escolas cortam o nariz de tanto cheiro de urina espalhada em todo chão. Aliás, são os próprios alunos que sempre limpam as salas, limpam o recinto escolar, limpam os sanitários, limpam tudo. Se retomarmos as aulas serão os mesmos alunos que continuarão a garantir ainda essa limpeza?

Jonito Salimo é estudante da 12ª Classe. Ele também está em quarentena. Depois de cancelar a escola os seus cadernos foram lançados no teto. Agora estão rotos e irreconhecíveis. E só nos falta uma semana para voltar as aulas. Jonito foi ontem ter com seu pai e disse: “pai não tenho cadernos”. Eu sei que não é só Jonito cujos cadernos estão rotos. Há muitas outras crianças com cadernos desfeitos. Motivemos as crianças para que sintam o impulso de se fazer as escolas mas sem esquecer a máscara. E mais não disse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *