PAULO VAHANLE ENCERRA JARDIM PARQUE POPULAR

PAULO VAHANLE ENCERRA JARDIM PARQUE POPULAR

Por Santos Conta

O presidente do Conselho Autárquico da cidade de Nampula diz estar preocupado com a pandemia do coronavírus que vitimou milhares de pessoas no mundo, e como forma de prevenir esta doença, decidiu interditar o acesso do público ao Jardim Parque.

Para o edil de Nampula, a prevenção para que não haja propagação de coronavírus é tarefa de todos, por isso entende que uma das formas de evitar o contágio é ficar em casa, o que não custa nada.

“Notamos que muitas pessoas passam o tempo em locais públicos, perigando a saúde e violando as medidas de prevenção do coronavírus. Por isso decidimos encerrar a entrada do público no Jardim Parque” – esclareceu o edil de Nampula que acredita ser uma decisão que vem para responder as orientações do governo e do Ministério de Saúde do nosso país.

Lembre-se que uma das formas de prevenir-se do coronavírus é lavar sempre as mãos com água limpa e sabão ou cinza sempre que possível.

Ficar em casa e o uso da máscara em locais de maior concentração de pessoas e nos transportes semicolectivos, são outras medidas de se prevenir do coronavírus, porque protege a si e sua família.

Entretanto, dados divulgados ontem pela directora Nacional de saúde Pública Rosa Marlene, indicam que o nosso país continua com 76 casos positivos do coronavírus, sendo que 9 estão totalmente curados da doença.

Em conferência de imprensa, Rosa Marlene disse que caso se comprove a sua eficácia, Moçambique poderá usar o medicamento contra o coronavírus que neste momento está a ser aplicado em Madagáscar e noutros países.

“Aguardamos que tenhamos uma orientação da partilha dos resultados científicos desse medicamento que esta sendo usado, obviamente se se mostrar seguro e eficaz contra a Covid-19, nos seremos os primeiros a usar se for necessário” -disse Marlene que também recordou que a observação e cumprimento das medidas de prevenção deve continuar a ser prioridade de todos, para que a Covid-19 não seja um problema de saúde pública para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *