“SE NÃO HÁ CONDIÇÕES, NÃO PODEMOS REINICIAR AS AULAS” ADVERTE GOVERNADOR DE NAMPULA

“SE NÃO HÁ CONDIÇÕES, NÃO PODEMOS REINICIAR AS AULAS” ADVERTE GOVERNADOR DE NAMPULA

Por Elísio João

Se não há condições, não podemos reiniciar as aulas – Adverte Governador de Nampula no decurso da IV Sessão Ordinária do Conselho Executivo Provincial.

O Governador de Nampula Manuel Rodrigues desafiou aos membros do seu executivo a definir com clareza as condições que a província dispõe para o reinicio das aulas presenciais ainda este mês.

Falando esta quarta feira, 15 de Julho, na abertura da IV SessãoOrdinária do Conselho Executivo Provincial, Manuel Rodrigues observou que por se tratar de um processo participativo, exige de todos, uma grande responsabilidade.

Numa clara alusão de que as Escolas nãodevem ser epicentro de contaminação da Covid-19.

O Chefe do executivo Provincial disse que caso a província não tenha condições para o reinício das aulas presenciais, não vale a pena arriscar.

“Se não haver condições, não podemos reabrir as escolas. Temos que assumir que o processo de ensino e aprendizagem é participativo. Não queremos tornar os locais de ensino, num epicentro de contaminação” – Observou o governante, que pediu para que o encontro sirva para uma discussão séria sobre este assunto, cujos resultados poderão se tornar públicos para o conhecimento de todos os actores sociais.

A IV Sessão ordinária do Conselho Executivo Provincial de Nampula debateu igualmente o assunto relacionado com o licenciamento da actividade pesqueira.

A contratação de extencionistas, foi outro ponto de agenda no encontro.

Sobre esta matéria, o Governador de Nampula pediu aos seus colaboradores a fazerem uma selecção responsável dos quadros a contratar, porque segundo ele, devem ter qualidade, com atenção virada na produção agrícola.

O número 1 do Conselho Executivo Provincial disse que Nampula não tem que apresentar desculpas na próxima campanha agrícola.

“Os extencionistas não são para ficarem no escritório mas sim devem ir ao encontro do camponês, principalmente ao produtor do sector familiar, para que este aprenda novas técnicas de produção” – disse Manuel Rodrigues, defendendo por outro lado a necessidade de se valorizar os esforços dos produtores.

Exigiu um redobrar de esforços em todos os sectores na luta contra a Covid-19 na Província.

O Encontro dos membros do Conselho Executivo provincial, de apenas um dia, apreciou também o ponto de situação do decurso da campanha de comercialização agrícola nesta parcela do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *