Vocacionados reclamam falta de acompanhamento para seu discernimento

Por Malito João

A falta de acompanhamento dos vocacionados na Arquidiocese de Nampula desencoraja a sua caminhada vocacional.

A preocupação foi manifestada ontem por alguns vocacionados, à margem da comemoração do dia das vocações.

As fontes afirmam que o fraco acompanhamento faz com que muitos jovens abandonem a sua vida vocacional.

Nesse contexto os vocacionados que frequentam a sua caminhada vocacional no Centro Maria do Sim, cidade de Nampula, mostram-se satisfeitos por fazerem parte do grupo.

Os vocacionados ouvidos pela Rádio Encontro, prometem não desistir da marcha apesar das barreiras que enfrentam na sua caminhada.

Por sua vez a irmã Celéria Gabriel, da congregação da Divina Providência e coordenadora dos vocacionados da região pastoral da cidade de Nampula, disse que a falta de referência na parte juvenil leva o escurecimento da sua dimensão vocacional, tanto para vida sacerdotal como a vida matrimonial.

Irma Celéria acrescentou que celebrar o dia das vocações que culminou com o domingo do bom pastor, resume-se numa grande alegria no seio da igreja católica no mundo e para a humanidade em geral.

Por seu turno, Padre Olímpio Paulo Chico, pároco da paróquia Imaculada Conceição de Chalaua, afirmou que no dia mundial das vocações a igreja vira suas atenções para oração a humanidade.

Numa outra abordagem aquele sacerdote sublinhou que para os jovens há uma salada de opções, tendo em conta o mundo actual, onde há várias ofertas que os desviam.

“Os jovens decidem-se de forma precipitada, sem nenhum discernimento vocacional” – disse padre Olímpio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *